Análise semiótica de infográficos

Um dos infográficos analisados no projeto “Como ler infográficos?”

No começo de outubro de 2021, participei da 17a. Jornada do Centro Internacional de Estudos Peirceanos (CIEP). Ao lado de grandes especialistas na semiótica de Peirce, apresentei uma reflexão metodológica sobre infográficos, a partir do esforço coletivo desenvolvido em nosso projeto de extensão “Como ler infográficos?”, desenvolvido pela equipe de alunos e pesquisadores da UFMG.

A aplicação da semiótica de Charles Peirce na análise de infográficos

RIBEIRO, D. M.. A aplicação da semiótica de Charles Peirce na análise de infográficos. In: 17a Jornada do Centro Internacional de Estudos Peirceanos – CIEP, 2021, São Paulo. Caderno da 17a Jornada do Centro Internacional de Estudos Peirceanos – CIEP, 2021. v. 17. p. 128-148.

RESUMO:

Este estudo debate a aplicação da semiótica na análise de infográficos, tendo em vista os resultados de um projeto de pesquisa e extensão do curso de Comunicação Social da UFMG sobre o uso da infografia no contexto da pandemia de covid-19. Destaca- se a relevância dos aspectos semióticos desse formato visual de representação de dados para o jornalismo, resgatando definições e modelos classificatórios de infográficos. Em seguida, apresentamos uma proposta metodológica que utiliza a teoria do signos de Charles Peirce, mais precisamente as tricotomias ícone, índice e símbolo e a tríade dos interpretantes (emocional, energético e lógico). Ao aplicar a metodologia semiótica em um projeto de caráter educacional e científico, pretende- se reforçar a relevância do pensamento de Peirce nas iniciativas acadêmicas da área de Comunicação no Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: infografia; semiótica; metodologia; covid-19

Download do artigo completo.

Esta entrada foi publicada em design da informação, semiotica, visualização. Adicione o link permanente aos seus favoritos.